"Sou como a haste fina que qualquer brisa verga, mas nenhuma espada corta."

Antes de julgar a minha vida ou o meu caráter, calce os meus sapatos e percorra o caminho que eu percorri, viva as minhas tristezas, as minhas dúvidas e as minhas alegrias. Percorra os anos que eu percorri, tropece onde eu tropecei e levante-se assim como eu fiz. E então, só aí poderás julgar. Cada um tem a sua própria história. Não compare a sua vida com a dos outros. Você não sabe como foi o caminho que eles tiveram que trilhar na vida.”

"Não julgue os outros só porque os pecados deles são diferentes dos seus."


Oração Diária _( Clique)

quinta-feira, 27 de agosto de 2015


"No livro Prosa Reunida, de Adélia prado, encontrei uma frase singela 
e verdadeira ao extremo.

"Meu Deus, quanto jeito que tem de ter amor".
É comovente.
Porque é algo que a gente esquece:milhões de pequenos gestos são maneira de amar.
(...)
Um telefonema pra saber da saúde, uma oferta de carona, um elogio, 
um livro emprestado, uma carta respondida, repartir o que se tem,
cuidados para não magoar, dizer a verdade quando ela é salutar,
e mentir, sim, com carinho, se for para evitar feridas e dores
desnecessárias.

Quanto jeito que há de amar.
Uma foto mantida ao alcance dos olhos,uma lembrança bem guardada,
fazer o prato predileto de alguém e botar uma mesa bonita, levar
o cachorro pra passear,chamar pra ver um crepúsculo, dar banho em
quem não consegue fazê-lo sozinho, ouvir os velhos, ouvir as crianças,
ouvir os amigos, ouvir os parentes, - ouvir.

Quanto jeito que há de amar.
Rezar por alguém,vestir roupa nova pra homenagear, trocar curativos,
tirar pra dançar, não espalhar segredos, puxar o cobertor caído,
cobrir, visitar doentes, velar ..

Quanto jeito que há."

Martha Medeiros