"Sou como a haste fina que qualquer brisa verga, mas nenhuma espada corta."


Antes de julgar a minha vida ou o meu caráter, calce os meus sapatos e percorra o caminho que eu percorri, viva as minhas tristezas, as minhas dúvidas e as minhas alegrias. Percorra os anos que eu percorri, tropece onde eu tropecei e levante-se assim como eu fiz. E então, só aí poderás julgar. Cada um tem a sua própria história. Não compare a sua vida com a dos outros. Você não sabe como foi o caminho que eles tiveram que trilhar na vida.”


Eu disse que mudei. Nunca disse que tinha sido para melhor.


"Não julgue os outros só porque os pecados deles são diferentes dos seus."



terça-feira, 21 de abril de 2015

Descobri que muitas vezes a mudança precisa começar de fora pra dentro!





"Recolhi os cacos e joguei pra trás. Que cortem os pés de quem tentar me seguir, que cortem meus pés se eu tentar voltar."


Bianca Siqueira


sábado, 18 de abril de 2015












"Eu vejo que aprendi
O quanto te ensinei
[...]

O que fazes por sonhar
É o mundo que virá pra ti e para mim
Vamos descobrir o mundo juntos baby

Quero aprender com o teu pequeno grande coração
Meu amor, meu amor JOÃO!"


Renato Russo


terça-feira, 14 de abril de 2015




"Você me criou para o mundo, e este, o mundo real, não poupa as princesas. Obrigada por não ter me criado para esperar o príncipe do cavalo branco que resolveria todas as minhas aflições. A vida quer da gente é peito aberto, coragem e a cara para bater. Mãe, minha cara está dormente, mas não desisto não. Eu tropeço tantas vezes e tantas me reequilibro de novo. Mãe, eu mato a barata com medo mesmo."


 Natália Vicentini

segunda-feira, 13 de abril de 2015

"Que tal começarmos a exercer o jamais proclamado direito de sonhar?"



"Que tal delirarmos um pouquinho? Vamos fixar o olhar num ponto além da infâmia para adivinhar outro mundo possível: o ar estará livre do veneno que não vier dos medos humanos e das humanas paixões; nas ruas, os automóveis serão esmagados pelos cães; as pessoas não serão dirigidas pelos automóveis, nem programadas pelo computador, nem compradas pelo supermercado e nem olhadas pelo televisor; o televisor deixará de ser o membro mais importante da família e será tratado como o ferro de passar e a máquina de lavar roupa; as pessoas trabalharão para viver, ao invés de viver para trabalhar; será incorporado aos códigos penais o delito da estupidez, cometido por aqueles que vivem para ter e para ganhar, ao invés de viver apenas por viver, como canta o pássaro sem saber que canta e brinca a criança sem saber que brinca; em nenhum país serão presos os jovens que se negarem a prestar o serviço militar, mas irão para a cadeia os que desejarem prestá-lo; os economistas não chamarão nível de vida ao nível de consumo, nem chamarão qualidade de vida à qualidade de coisas; os cozinheiros não acreditarão que as lagostas gostam de ser fervidas vivas; os historiadores não acreditarão que os países gostam de ser invadidos; os políticos não acreditarão que os pobres gostam de comer promessas; ninguém acreditará que a solenidade é uma virtude e ninguém levará a sério aquele que não for capaz de deixar de ser sério; a morte e o dinheiro perderão seus mágicos poderes e nem por falecimento nem por fortuna o canalha será formado em virtuoso cavaleiro; ninguém será considerado herói ou pascácio por fazer o que acha justo em lugar de fazer o que mais lhe convém; o mundo já não estará em guerra contra os pobres, mas contra a pobreza, e a indústria militar não terá outro remédio senão declarar-se em falência; a comida não será uma mercadoria e nem a comunicação um negócio, porque a comida e a comunicação são direitos humanos; ninguém morrerá de fome, porque ninguém morrerá de indigestão; os meninos de rua não serão tratados como lixo, porque não haverá meninos de rua; os meninos ricos não serão tratados como se fossem dinheiro, porque não haverá meninos ricos; a educação não será um privilégio de quem possa pagá-la; a polícia não será o terror de quem não possa comprá-la; a justiça e a liberdade, irmãs siamesas condenadas a viver separadas, tornarão a se unir, bem juntinhas, ombro contra ombro; uma mulher, negra, será presidente do Brasil, e outra mulher, negra, será presidente dos Estados Unidos da América; e uma mulher índia governará a Guatemala e outra o Peru; na Argentina, as loucas da Praça de Maio serão um exemplo de saúde mental, porque se negaram a esquecer nos tempos da amnésia obrigatória; a Santa Madre Igreja corrigirá os erros das tábuas de Moisés e o sexto mandamento ordenará que se festeje o corpo; a Igreja também ditará outro mandamento, do qual Deus se esqueceu: "Amarás a natureza, da qual fazes parte" . serão reflorestados os desertos do mundo e os desertos da alma; os desesperados serão esperados e os perdidos serão encontrados, porque eles são os que se desesperam de tanto esperar e os que se perderam de tanto procurar; seremos compatriotas e contemporâneos de todos os que tenham aspiração de justiça e aspiração de beleza, tenham nascido onde tenham nascido e tenham vivido quando tenham vivido, sem que importem nem um pouco as fronteiras do mapa ou do tempo; a perfeição continuará sendo um aborrecido privilégio dos deuses; mas neste mundo confuso e fastidioso, cada noite será vivida como se fosse a última e cada dia como se fosse o primeiro."


Eduardo Galeano


quarta-feira, 8 de abril de 2015



"Sou o que tiver que ser, na hora que preciso for e apenas para quem merecer. E aqueles que tentarem me derrubar, aqueles que zombam por minhas costas, aqueles que desejam meu fim. Terão de lidar com a força que levo dentro do meu coração. A força de uma linda canção. A força que me conduz entre o campo minado e a artilharia do inimigo. Que no fundo, lá bem no fundo, sabe que como uma grande árvore, mesmo quando atingido, continuo oferecendo frutos. E quem desfruta de minhas sombras, de minhas brisas e dos meus temporais, não precisa temer minha desordem… Não tenha medo, tenha sorte. 
Sou feito de cem mil conflitos, [...]. Não tenho medo da morte. Se tiver que morrer por minhas utopias e por meus sonhos: Pode pintar em traços largos no túmulo; Aqui jaz mais um que não se rendeu ao mundo.  Meu SANTO É FORTE."


Tico Santa Cruz

terça-feira, 7 de abril de 2015




"Com tempo a gente aprende que amadurecer é uma delícia; aguça os gostos, valoriza os abraços, seleciona as pessoas, inverte as prioridades e percebe que, apesar do tempo que se fez, a vida só está começando."


Frederico Elboni



"Eu poderia ter ficado pesada por ter carregado as bagagens que não me cabiam no peito e na mente, mas não, decidi abdicar das tolices guardadas, esvaziei meu pensamento, dei trégua pro meu corpo, só busco a paz, isso é tudo.
Quero a leveza de quem não se dói por bobagens e idiotices corriqueiras.
Muitas vezes eu deveria ter revidado com um soco no estômago de quem me sacaneou, mas não, preferi dar um tapinha com luva de pelica. Sou lady, meu bem. Isso não é ser boba dos outros, isso é ter inteligência emocional.

Nunca precisei puxar tapete de ninguém, mas garanto que eu já caí de cara no chão e depois vi os que me derrubaram sangrando por aí. Não os ridicularizei quando por mim passaram doendo, apenas ajudei a se levantarem, cedi minhas mãos, ergui a cabeça e deixei que meu coração doasse a eles uma palavra de conforto. É o que digo sempre: O mal volta pra quem o plantou. Eu tô plantando amor, eu tô plantando."



Ju Fuzetto


sábado, 28 de março de 2015





No dia 28 de março de 1997 vinha ao mundo a pessoa que mudaria a minha vida pra sempre. Hoje essa pessoa completa 18 anos e posso dizer que se sou um ser humano que procura ser melhor a cada dia é porque essa mesma pessoa me faz querer ser melhor toda vez que sorri, que conversa comigo, que brinca, que me olha como se eu fosse a mulher mais incrível do mundo. Feliz aniversário meu FILHO! Te amo todos os dias, te admiro cada dia mais!

Tia Nilza, queria tanto você aqui pra compartilhar esse momento! Dedicamos cada conquista à você que me ensinou a amar e ser mãe incondicionalmente.

segunda-feira, 23 de março de 2015


"Acordei, outro dia, de um sonho um tanto peculiar: eu estava parada, à noite, no meio de uma rua aleatória, quando um grupo de meninas passou cantando – e em inglês – o que seria algo do tipo: ” A melhor parte de mim nunca foi amada”. Era uma música linda, e consigo me lembrar apenas dessa curiosa frase.

As melhores partes de nós já foram amadas? Tenho certeza que já se apaixonaram pela cor ou pelo formato dos teus olhos, mas já se deixaram comover pela maneira única como eles enxergam o mundo?
Já desejaram ser a respiração ofegante que sopra em teus ouvidos, mas conhecem e respeitam o dom terapêutico de escuta que eles têm?
Já te amaram pelos desejos que teus lábios provocam, mas quantos conhecem a fundo os motivos que os fazem desenhar os melhores sorrisos? Quantos te decifram pelo timbre? Quantos te elogiam pela eloquência, ou te emprestam palavras e tranquilidade na falta dela?
Já encontraram sensualidade e conforto nos teus ombros, mas te amam, também, pelo peso que eles já tiveram de carregar? Conhecem e respeitam as dores que, ao longo do tempo, os moldaram?
Já amaram o lindo formato das tuas pernas, mas ovacionam a tua determinação – ainda que fraquejante – para nunca ter desistido de seguir em frente? Te admiram pela coleção de trajetos que te fazem ser quem és?
Muitos valorizam o aperto e a textura das tuas mãos, mas quantos se orgulham verdadeiramente de todas as pequenas mágicas que são capazes de brotar delas? Quantos te amam pelo dom?
Muitos já fizeram teu coração acelerar, mas quantos – por conhecerem cada rachadura dele – o afagam constantemente e garantem que a vida seja bem mais que seus batimentos?
Existe beleza na presença e ausência de cada pedacinho de nós, mas, se for para amar, que nos amem por inteiro; que amem nossas melhores partes, que sempre serão aquilo que o físico pode até transbordar, mas jamais capturar totalmente."

Patrícia Sebastiany Pinheiro

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015


"O amor vem da mesma maneira que te leva e não tem essa de: me espera mais uns cinco minutos, meio ano, uma década. Vai fingir que não viu, que não é com você? 
Só posso afirmar que a vida passa, rodopia em volta de ti, dança uma valsa, um tango, mas, na verdade, quem dançou foi você. O tempo não volta pra perguntar se você tá pronto dessa vez, ele simplesmente sussurra em seu ouvido, mas não traz de volta a velha encomenda que você recusou. Aceite a hora de amar pra não perder a hora de ser feliz."



Ju Fuzetto




quarta-feira, 25 de fevereiro de 2015

Quase um ano sem você Tia Nilza, nunca vou me conformar com a sua partida!


"Um dia, sem aviso prévio, as pessoas se vão e nos deixam de lembrança suas histórias. Sejam elas as vividas, ou as sonhadas. E as histórias de quem se foi, é a forma mais gostosa de eternizar aquela pessoa na gente. Quando uma pessoa querida se vai, ela nos deixa uma parte de si. Deixa também um pouco de solidão. E a solidão, com o tempo se torna amiga. E assim, descobrimos com as pessoas que se foram, que um belo abraço e um olhar carinhoso sempre se faz presente, e, que nada verdadeiramente grande se faz sem uma parcela de amor.[...] A verdade é que um dia, cedo ou a tarde, a dor invade sem pedir licença. Se coloca ao nosso lado, conversa com a gente e nos diz que não irá embora até conversarmos com ela. A dor engana, cria ilusão, se faz infinita. Hoje, sendo uma ave que voa sozinha, aprendi que o amor de uma pessoa que se foi, na verdade, não nunca se vai. Ele fica. Nas histórias, na saudade e na esperança certeira dela estar sempre torcendo por nós. Com alguns dias cheios de choro, e algumas pessoas perdidas, a gente aprende que a vida não passa de uma oportunidade de encontro. Encontrar quem a gente ama, nos doar inteiramente e saber que, mesmo não parecendo, isso foi o suficiente. A saudade sempre grita. Mas a certeza do coração, diz à ela que um dia a gente irá descobrir que o amor é a compensação da morte. Então, que a gente consiga valorizar e compreender mais as pessoas. Pois, todo coração pede, implora, uma oportunidade de deixar seu amor eterno na gente."

Frederico Elboni

segunda-feira, 23 de fevereiro de 2015



Incrível a capacidade de algumas pessoas de destruírem a si mesmas. Incrível o nojo, a ojeriza que estou sentindo. Nunca pensei que fosse capaz de sentir tanto asco por alguém, nunca imaginei que um amor tão grande fosse se transformas em nada, nada. Só restou indiferença, nojo, nem pena consigo sentir. Pena ainda seria um sentimento nobre para alguém que não tem valor nenhum como pessoa, como ser humano. 
Me sinto livre, nunca me senti tão livre emocionalmente. E feliz, estou feliz. Simples assim, feliz!








"Em outros tempos diria “tomei raiva de você”. Mas nem foi raiva, vejo isso agora. É só tristeza mesmo.“Tomei tristeza de você..."

Caio Fernando Abreu

sábado, 14 de fevereiro de 2015



"Tem uma menina maravilhosa morando dentro do meu ser. Para ela, não importa o calendário, quantos anos já vivi. As decepções que sofri, ou as lágrimas que derramei. Ela não quer saber do passado, mas, do agora e do melhor que está por vir! Essa menina que tá morando em meu ser, é obstinada e nunca se intimida diante dos “nãos”. 
Essa menina, todo dia se veste de esperança e vive plantando sonhos no meu coração!"


Elliana Garcia

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015



"O problema é que eu sei me virar, não tenho medo de perder e agradeço sempre por ganhar. Me conformo rápido, mas não deixo barato. Minha maior vingança é a indiferença e o preço sai caro. Nada me espanta e nem me surpreende. Às vezes vou embora mas volto, às vezes vou pra sempre. 
Tem gente que não decide seu caminho e fica empacando o caminho do outros. Tem gente que gosta de deixar tudo meio por cima para não se comprometer. Tem gente que sai pelos fundos para não dar satisfação. Tem gente que finge sentimento e compete por atenção. Mas o pior de tudo sou eu que finjo que não sei de nada até decidir sair de vez, pois pra me fazer de idiota tem que ser formado, fazer pós e mestrado."


Maíra Cintra

Dica pra quem não para de me encher o saco via e-mail.


"Conta cá uma coisa. Que história é essa de te apossares do arbítrio alheio? Quem te disse ser de tua alçada a desgraça e a alegria dos outros? Larga esse osso, criatura! Aceita e desaparece. Sai daí, deixa de coisa.[...] Anota em tua testa ao contrário e olha no espelho: VIVE TUA VIDA E DEIXA A DOS OUTROS!
Escreve aí, tu que me persegues : ÉS UMA BESTA. Não! És menos que isso. És o carrapato grudado na orelha da besta mais miserável. Tu és um saco. Não bastasse a vida ser tão difícil, [...] tu continuas te dedicando a controlar a vida daqueles que tu persegues e tentas manter abaixo de teu juízo para não te sentires mais ridículo do que já és.
E sabes o que tu és? Tu és a banda podre da vergonhosa racinha que gasta as horas discutindo as decisões dos outros, palpitando sobre decisões alheias, metendo o bedelho onde não és chamado. És lamentável e cretino como teus presságios, suspeitas e alvitres furados.
Tu a ninguém ajudas, Judas arremedado, com teus conselhos patéticos e interessados. Tu só atrapalhas, embolas o meio de campo, atrasas o trem. Peso morto nascido no inferno burocrático dos atrasos e das aporrinhações eternas, por que não te escafedes daqui e retornas para as trevas em voo sem escalas no purgatório?
Vai. Passa. Mete-te com a tua vida. Concentra-te em tuas mesquinharias. Senta no buraco que cavaste e afunda. Some das vistas do mundo. Deixa-me em paz, mentecapto ordinário. Vá. Tu és livre para contar a todos que meu coração é cheio de ódio. Sim. Tu estás certo. Eu odeio pelintras como tu, cobra peçonhenta...[...]"
André J. Gomes

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2015




"[...] eu estou sentado próximo a uma janela olhando para o céu e esperando uma estrela passar. Enquanto ela não vem eu gostaria de dizer para você algumas coisas que eu aprendi ao longo da vida. Quando alguém te amar, preste muita atenção quando ela disser: “Eu te amo”. Porque um dia essa pessoa pode não conseguir mais falar. E é o som daquelas três palavras que vão fazer você respirar e continuar.[...]
Quando a música tocar, dance até ela acabar. Porque um dia, essa pessoa pode não conseguir mais andar. E são aqueles últimos passos, que vão traze-la novamente para o seus braços. E se a pessoa pisar no seu pé e te irritar, tenha paciência. Porque um dia, ela pode não ter mais consciência. E é aquela calma, que vai cuidar da sua alma. E por favor não brigue por religião. Nem a ciência e nem a crença, tem uma resposta definitiva para tudo o que acontece em sua vida.
Quando alguém te amar, não minta. Porque um dia, essa pessoa pode não ter outra escolha senão acreditar em você. E é essa verdade que vai ajudá-la a enfrentar a realidade. Tenha sempre coisas bonitas para contar. Porque um dia essa pessoa pode não conseguir mais escutar. E são aquelas histórias que vão fazê-la sonhar.
Quando alguém te amar, esteja pronto para amá-la do mesmo jeito que você quer ser amado. Não tenha medo. O futuro sempre será um bem guardado em segredo.
Talvez você seja muito jovem para perceber que o melhor de você não está em suas mãos, mas no coração.
Aproveite cada segundo. Porque um deles, infelizmente, será o último. Um dia, a pessoa que você ama pode não conseguir mais levantar da cama. E são essas lembranças que vão ficar das coisas boas que foram e não vão voltar. Preste muita atenção nesses detalhes. E nunca se esqueça: Dizer e fazer são coisas bem diferentes. 
Minha estrela não veio. Tudo bem. Os maiores desejos só podem ser realizados por nós mesmos."

Ique Carvalho


segunda-feira, 2 de fevereiro de 2015


"...há tamanha solidão no mundo
que você pode vê-la no movimento lento dos
braços de um relógio.

pessoas tão cansadas
mutiladas
tanto pelo amor como pelo desamor.

as pessoas simplesmente não são boas umas com as outras
cara a cara.

os ricos não são bons para os ricos
os pobres não são bons para os pobres.

nosso sistema educacional nos diz que
podemos ser todos
grandes vencedores.

eles não nos contaram
a respeito das misérias
ou dos suicídios.

ou do terror de uma pessoa
sofrendo sozinha
num lugar qualquer

intocada
incomunicável

regando uma planta.
as pessoas não são boas umas com as outras.
as pessoas não são boas umas com as outras.
as pessoas não são boas umas com as outras.

suponho que nunca serão.
não peço para que sejam.

mas às vezes eu penso sobre
isso..."


Charles Bukowski

"O amor acaba quando poesia desiste dos olhos. O amor se despede quando janela se torna janela apenas e as estrelas, pontos no céu; quando sonhar se faz tão-somente intervalo entre os dias. O amor acaba pela reincidente aridez de dentro, por laço que endurece, espinho que cativas, ferida que cultivas, distâncias que nascem entre nós e a vida, entre nós e o outro. E o que dizer do amor que jamais morreu por não ter fim mas que hoje deixou de ser? Qual linha, palavra ou ausência traça o limite entre o que éramos do que não mais seremos? Talvez o amor só deixe de ser por nunca ter sido o que havia de se tornar: amor."
A poesia acaba quando amor desiste dos olhos.


Guilherme Antunes


sexta-feira, 30 de janeiro de 2015





"Em certas manhãs, quando a chuva insiste em nublar nossos sonhos, encharcar e atolar as trilhas dos nossos caminhos, lembro que qualquer tempestade é composta pela mesma água que após a tormenta limpa a nossa existência."


Erick Tozzo