"Sou como a haste fina que qualquer brisa verga, mas nenhuma espada corta."


Antes de julgar a minha vida ou o meu caráter, calce os meus sapatos e percorra o caminho que eu percorri, viva as minhas tristezas, as minhas dúvidas e as minhas alegrias. Percorra os anos que eu percorri, tropece onde eu tropecei e levante-se assim como eu fiz. E então, só aí poderás julgar. Cada um tem a sua própria história. Não compare a sua vida com a dos outros. Você não sabe como foi o caminho que eles tiveram que trilhar na vida.”


Eu disse que mudei. Nunca disse que tinha sido para melhor.


"Não julgue os outros só porque os pecados deles são diferentes dos seus."



quinta-feira, 30 de outubro de 2014



"Não me apaixonei pela faculdade que fiz, não casei na igreja, não faço parte de nenhum grupo engajado em salvar o planeta, não sei falar mandarim, não virei gente famosa, não sei esquiar, não sou P.H.D. em nada... mas sinto uma paz danada quando olho pra mim e percebo que muitas dores não estão mais lá. Já saí do olho do furacão. Já sim, várias vezes."


Solange Maia


quarta-feira, 29 de outubro de 2014



" Não há necessidade de consultar um psicologo para saber que quando você denigre o outro é porque você mesmo não consegue crescer e precisa que o outro seja rebaixado para você se sentir alguém."


Papa Francisco


terça-feira, 28 de outubro de 2014


"Amores são como sapatos: os melhores são os que machucam. Quanto mais nas alturas eles nos elevam, mais duro é voltar a ter os pés no chão quando a festa termina.
Não é bem assim.
De que adianta viver rodeada de scarpins salto 15 se eles não foram feitos para dançar a noite inteira? E a história se repete. É descer do salto e andar de pés descalços sujeita a cacos de vidros no chão. Pois, é melhor correr o risco de se cortar do que parar de dançar, não é?
Sapatos (e amores), também precisam ser do número certo. Os maiores são frouxos, sobra muito espaço vazio, abandonam os pés e se fazem perder pelo caminho. Os menores apertam, sufocam, fazem sangrar e causam feridas pela falta de liberdade. De ambos os jeitos, exigem cuidado demais a cada passo para evitar tropeços no primeiro paralelepípedo. Dificultam a caminhada. Tornam impossível pegar a estrada e seguir adiante.
Não adianta se contentar com o “quase serviu”. Sapatos, assim como amores, não mudam seu jeito de ser só porque nos apaixonamos por eles.
Sapatos (e amores) precisam ser confortáveis, companheiros para enfrentar a caminhada junto. Precisam nos encorajar a trilhar um caminho leve, sem dor. Alguns se desgastam com o tempo, outros cedem e se rompem. Tudo bem. Aquele sapato (ou seria amor?) simplesmente não serve mais.
A busca hoje é esta. Por sapatos e amores que não machuquem e que nos levem cada vez mais longe."

 Luiza Garmendia




"Entusiasmo é quando o coração da gente fica todo florido de Deus."




Ana Jácomo





segunda-feira, 27 de outubro de 2014

"Quem não respeita o diferente não merece respeito algum." (Cris Carvalho)




Aos PRECONCEITUOSOS que querem construir um muro para separar o NORTE e o NORDESTE do restante do Brasil, vai minha sugestão: Construam muros ao redor de si mesmos! 

Se não têm a capacidade de respeitar as opiniões de uma NAÇÃO DEMOCRÁTICA, é bem simples: Isolem-se! Ou então parem com a hipocrisia, retirem o seu gato net, parem de comprar produtos falsificados, de  trazer bugiganga escondida do Paraguay e vender pelo dobro aqui, parem com esse mimimi de separar o Brasil, de Impeachment da Presidente. Se não sabem o o significado de DEMOCRACIA vão aprender. Ocupem o tempo amando mais a sua família, visite seus pais, seus irmãos, vá cuidar de um animal abandonado, vá visitar um idoso, plante algumas arvores, faça um jardim! Sair pregando a segregação, a discriminação, o preconceito não fazem de pessoas assim melhores do que aqueles que eles tanto ofendem. Muito pelo contrário! 

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Chega um momento em que temos que tomar uma posição!












"Nestas últimas semanas, vejo colegas meus, pessoas que sempre respeitei no âmbito profissional e humano, assumindo posturas que estimulam o ódio, a exclusão e a intolerância. Nunca tive problemas em conviver com quem assume posturas políticas diferentes daquelas que assumo, desde que estas posturas não defendam o fim da própria diferença. Mas não posso aceitar como algo natural o reducionismo barato, o preconceito travestido de opinião e o retrocesso social.
[...] gosto do retrovisor, gosto de comparar, compreendo o tempo dos processos.
Neste contexto eleitoral em que vivemos, na reta final de uma campanha que confronta dois projetos de nação diferentes, chega o momento de nos posicionarmos.
Sou a favor da redução das desigualdades sociais, do diálogo diplomático com o mundo e do fortalecimento das relações internacionais com os países da América Latina.
Sou a favor da união civil homoafetiva, da ampliação do conceito de família, das políticas afirmativas e do direito das mulheres ao seu corpo.
Sou favorável às políticas de incentivo à agricultura familiar e ao microcrédito.
Defendo integralmente a ampliação da educação pública em todos os níveis.
Entendo a violência como algo complexo, que necessita de abordagem sistêmica e responsável. Não acredito que a redução da idade penal, a implementação da pena de morte e o discurso do "bandido bom é bandido morto" sejam a solução para o problema da violência em nosso país.
Por fim, desconfio honestamente de um projeto que conta com o apoio caloroso e declarado de líderes como Silas Malafaia ou grupos como o Clube Militar.
Por estas razões, e reconhecendo todos os problemas que o Partido dos Trabalhadores possui, voto em Dilma Rousseff, por uma questão de responsabilidade, de coerência e de identificação com um projeto político que reduziu pobreza, ampliou oportunidades, promoveu inclusão e investiu em alternativas criativas e corajosas para o Brasil.
Abraço em todos e todas, eleitores ou não de Dilma Rousseff, mas que promovem um debate político propositivo e sem ódio."


Viegas Fernandes da Costa

sexta-feira, 17 de outubro de 2014


"Eu não previ nem me preparei para o que serei depois da tua ausência. Talvez me reste o tempo e me sobrem os vazios."

Guilherme Antunes

In Memoriam

Sete meses de saudades!



"Se partiste, não sei. 
Porque estás, 
tanto quanto sempre estiveste.
Essa tua, 
tão nossa, presença 
enche de sombra a casa 
como se criasse, 
dentro de nós, 
uma outra casa.
No silêncio distraído 
de uma varanda 
que foi o teu único castelo, 
ecoam ainda os teus passos
feitos não para caminhar
mas para acariciar o chão.
Nessa varanda te sentas 
nesse tão delicado modo de morrer 
como se nos estivesse ensinando 
um outro modo de viver.
Se o passo é tão celeste
a viagem não conta
senão pelo poema que nos veste.
Os lugares que buscaste
não têm geografia.
São vozes, são fontes,
rios sem vontade de mar,
tempo que escapa da eternidade.
Moras dentro, 
sem deus nem adeus."


Mia Couto

sábado, 27 de setembro de 2014



"Os presentes mais bonitos não têm forma, não têm cor, não têm preço. "

Viegas F. 


Sexta e sábado perfeitos! ALWAYS


quinta-feira, 25 de setembro de 2014






"E se eu te amasse um dia, pequeno e calmo, minúsculo e leve, no vento que desaprendeu o caminho, que vaga nos becos, que se perde nas curvas, que se espalha no rio, será que teus dedos descobririam meus cabelos, tuas mãos achariam minhas pernas debaixo do vestido, tua voz resistiria ao barulho das árvores? E se eu te amasse um dia, alto e amplo, grande e maior, junto ao céu, numa asa, contra o sol, solto e livre num voo silencioso de pássaro, será que teus olhos se juntariam aos meus num horizonte improvável, teu riso seria alto outra vez menino, teu peito se encheria de felicidade inédita? E se esse dia não chegasse, será que um dia tu perceberias que tens de mim o vento, o caminho, os becos, as curvas, o rio, o céu, a asa, o sol, o voo, o pássaro, o horizonte improvável, o riso, o menino, a felicidade esperando para ser?"

Patrícia Antoniete


sábado, 20 de setembro de 2014



"Hoje meu amigo, ligue pra ela. Ela, que está se sentindo velha. Com medo de não encontrar você, o amor da vida dela. Hoje meu amigo, é a sua vez. De dizer: “Eu gosto de você”. De mostrar a ela, que não precisa ser o cara perfeito, pra ter um amor verdadeiro."

Ique Carvalho

quarta-feira, 17 de setembro de 2014

"Seis meses de saudades.



"Saudade é não saber. Não saber o que fazer com os dias que ficaram mais compridos, não saber como encontrar tarefas que lhe cessem o pensamento, não saber como frear as lágrimas , não saber como vencer a dor de um silêncio que nada preenche."

Martha Medeiros


quarta-feira, 10 de setembro de 2014

Amar Alguém




Na vida, a gente só sabe que ama alguém, a gente só tem o direito de dizer a alguém que a amamos depois de ter dito infinitas vezes a esse mesmo alguém a frase: eu perdoo você. Porque na verdade a gente só sabe que ama, depois de ter tido a necessidade de perdoar. Antes do perdão a gente pode ter admiração por alguém, mas admirar alguém ainda não é amar, porque admiração não nos leva a dar a vida pelo outro. Admiração é um sentimento, uma situação superficial, eu admiro aquela pessoa, mas eu sei que amo depois de ter olhado nos olhos, saber que errou, que não fez nada certo e ainda sim eu continuar dizendo que "eu não sei viver sem você", "apesar de ter errado tanto continuas sendo tão especial para mim". A gente sabe que ama as pessoas assim, depois de ter feito o exercício de olhar nos olhos no momento que ela não merece ser olhada e descobrir ainda ali uma chance, ainda não acabou. Coisa boa na vida é a gente encontrar gente que nos trate assim com esse nível de verdade, gente que nos conhece de verdade, que já foi capaz de conhecer todas as nossas qualidades, mas também todos os nossos defeitos, porque eu não sou só qualidades, eu tenho um monte de defeitos, e só me sinto amado no dia que o outro sabe dos meus defeitos e mesmo assim continua acreditando em mim, muitas vezes nosso amor não é assim, a gente ama o outro pelo que ele faz de certo ou de bom pra nós, e as vezes até elegemos o outro assim "ele é bom demais pra mim". E o dia que deixa de ser? Deixou de ser amigo? No dia que falhou, que errou, que esqueceu, no dia que não conseguiu acertar, continua tendo valor pra você? Ou você só ama aqueles que conseguem lhe fazer o bem? Jesus disse que não tinha mérito nenhum em amar aqueles que nos amam, que o mérito está em amar o outro mesmo quando ele não merece ser amado, eu sei que é um desafio, mas essa é tua religião.

Eu creio que não há descanso maior para o nosso coração do que encontrar alguém que nos ama assim, e eu gostaria que você levasse pra sua vida somente as pessoas que te amam assim, com essa capacidade de olhar nos teus olhos quando você não consegue fazer nada de certo, e mesmo assim continua sendo teu amigo e continua acreditando em você. Deixe entrar na sua vida, somente as pessoas que querem te fazer melhor, porque gente que nos diminui nós já estamos cheios. Amigos de verdade são aqueles que nos desafiam, são aqueles que nos momentos que estamos na lama, nos olham nos olham e dizem 'você não foi feito pra isso'. Amigo de verdade é aquele que olha nos olhos e nos coloca para sermos mais. Namorado de verdade é aquele que olha nos teus olhos e te respeita como mulher, que te acha linda, mas que te respeita como mulher porque sabe que tu és um coração que muito mais do que necessitado de ser abraçado e de ser tocado, é um coração que merece ser amado, e o amor vem antes do toque.[...]"


Padre Fábio de Melo


quinta-feira, 28 de agosto de 2014




[ O teu suor é chuva
sobre o meu deserto]


Wendel Valadares






- Se eu tenho medo?
Claro que tenho.

Mas tenho fé. Muita.
E esperança também.

Um dia a gente vai acordar
e vai ser primavera no mundo inteiro. 

Amém.


quarta-feira, 27 de agosto de 2014




"Estou colocando minha fé para circular. Chorando baixinho antes de dormir, erguendo a cabeça ao acordar. Lendo Caio e Cecília para distrair a mente. Ando quieta, pensativa, com o olhar perdido, apreciando o silêncio muito mais que o berro de fúria.
Ando só. Ouvindo músicas que tem a letra mais bonita do que a melodia. Dando as mãos para Cazuza e Renato Russo. Dialogando sobre o amor e lendo horóscopo. Precisando de doses cavalares de ilusões do bem na veia. Acreditando em cristais, simpatias e números da sorte.

Estou comigo. Meio triste, meio puta da vida, meio vítima do mundo. Mais doce que amarga. Muito mais para Bossa Nova do que para Heavy Metal. Me dei a mão ontem e fui. Me abracei e agradeci. Amanhã farei isso novamente, porque agora sei como me segurar.
Vou entender os dois lados da moeda, as mil peças que a vida prega e vou tirar uma boa lição disso.
Ah, vou mesmo."

Aryane Silva