"Sou como a haste fina que qualquer brisa verga, mas nenhuma espada corta."


Antes de julgar a minha vida ou o meu caráter, calce os meus sapatos e percorra o caminho que eu percorri, viva as minhas tristezas, as minhas dúvidas e as minhas alegrias. Percorra os anos que eu percorri, tropece onde eu tropecei e levante-se assim como eu fiz. E então, só aí poderás julgar. Cada um tem a sua própria história. Não compare a sua vida com a dos outros. Você não sabe como foi o caminho que eles tiveram que trilhar na vida.”


Eu disse que mudei. Nunca disse que tinha sido para melhor.


"Não julgue os outros só porque os pecados deles são diferentes dos seus."



quinta-feira, 20 de novembro de 2014



"Não deu tempo de dançar pra você. Não deu tempo de andar de mãos dadas, nem de dizer bobagens de fim de tarde. Não deu tempo de me perder no seu olhar como da primeira vez. Não deu tempo de ter coragem, de rasgar tuas dúvidas e te escrever no meu destino, na minha pele. Não deu tempo de deitar no teu ombro, de rezar juntos, de curtir a paz. Não deu tempo de golpear a tristeza, de matar a saudade e te trazer pra ficar. Não deu tempo, mas te dei amor, o tempo todo."


Ju Fuzetto


quarta-feira, 19 de novembro de 2014


"Doer, dói sempre. Só não dói depois de morto. Porque a vida toda é um doer."


Rachel de Queiroz

Sete meses sem minha vó! Saudades eternas!


segunda-feira, 17 de novembro de 2014




"Desisto. Eu acho, às vezes, que seria mais produtivo perseguir pombos em praça pública. Bem, eu só queria dizer que, apesar desse seu jeito todo iceberg de ser, eu te acho um rapaz incrível. Você é o melhor ser humano entre os piores que já conheci. Ou o pior entre os melhores. Não sei."

Gabito Nunes








Oito meses tia, oito longos meses sem teu carinho, sem teus conselhos, sem tua presença. oito meses de uma saudade que só cresce! Saudades Tia Nilza!






"Se já é difícil dar adeus quando não se ama, imagina quando se ama.

Não é simples colocar um marcador de página numa história de amor e abandonar a leitura.
Reconhecer que jamais terminaremos aquele romance. Não haverá recompensa por aquilo que se leu até ali. Ninguém nos contará o que aconteceu.
Não participaremos do final feliz: os filhos, a velhice lado a lado, a casa cheia de netos. Não estaremos juntos na derradeira linha. É morrer sem ter morrido. É desaparecer estando onipresente.
O livro de sua imaginação ficará fechado para sempre. A relação terminou antes do fim do amor. O leitor terminou antes da obra. Não descobriremos qual será o desfecho.
Não queira viver o dia de uma despedida com a consciência de que é uma despedida.
É uma cirurgia sem anestesia. Será cortado, será remexido por dentro, será costurado, sentindo cada pontada e rasgo, antecipando cada movimento com os olhos abertos. A pele vai doer como um osso, a sensibilidade pedirá piedade, o ouvido apanhará qualquer frase como uma possível sentença salvadora.
Melhor que a despedida seja involuntária, desconhecida, desavisada. Melhor que seja abrupta, de repente, improvisada.
Pois se despedir é sofrer com tudo que lhe tornava feliz. É abrir os braços para a mágoa como se viesse uma alegria em nossa direção.
É um esforço para decorar o estranho momento em que abandonaremos uma vida tão desejada.
O nós é a primeira partilha – o plural perderá seu domínio. Voltará a chamar a pessoa que ama pelo nome, como se não a conhecesse. Não mais de Meu Amor. Não mais de Minha Paixão.
É entrar pelo quarto pela última vez, e ter noção de que será a última vez.
É olhar pela régua que mantém a janela aberta da cozinha pela última vez, e ter noção de que será a última vez.
É abrir o guarda-roupa pela última vez, reconhecer o estalo da divisória de madeira, e ter noção de que será a última vez.
É fechar o registro do chuveiro pingando pela última vez, e ter noção de que será a última vez.
É ajeitar as almofadas do sofá pela última vez, e ter noção de que será a última vez.
É ouvir a respiração perto pela última vez, copiosa, irrefreável, e ter noção de que será a última vez.
É abraçar pela última vez e não soltar porque é realmente a última vez.
É beijar pela última vez e soluçar porque enfim chegou a inacreditável última vez.
É uma coleção de instantes definitivos. Preciosos. Sábios.
Despedir-se é guardar. Guardar é cuidar. Cuidar é nunca deixar de amar.
Quem faz questão de se despedir, quem faz questão de inventar uma despedida, é quem ainda ama. Ama muito. Ama demais. Ama loucamente."

Fabrício Carpinejar


sexta-feira, 14 de novembro de 2014


"Não acabarão nunca com o amor, nem as rusgas, nem a distância.
Está provado, pensado, verificado.
Aqui levanto solene minha estrofe de mil dedos e faço juramento:
Amo firme, fiel e verdadeiramente."


Vladimir Maiakóvski 





"Seja o que despertou...
O louco, o torto, o trôpego, o incoerente.
O eterno incompreendido. O desajustado.
Aquele, coitadinho...o desviado.
Que optou pelo caminho oposto, o mais tosco...
Porque todos os outros acabam em nada...
Mas o teu, floriu.
Frutificou. Alimentou...
Eternizou.
Era o do amor."



Gi Stadnicki


quinta-feira, 13 de novembro de 2014

"E mesmo sem querer eu te deixo partir"





Daquelas músicas que ficam "tocando" no meu inconsciente!




Você está na sombra do olhar
Pensei em te guardar
Pra nunca mais ter fim
Na sombra do olhar
Tentei te encontrar
Mas nada além de mim





"O segredo é demorar o sofrimento, cozinhá-lo em lentíssimo fogo, até que ele se espalhe, diluto, no infinito do tempo."




Mia Couto 






"Não force uma pessoa a ver através dos seus olhos quando ela tem seus próprios olhos. E, por favor, não coloque seus óculos nos olhos de ninguém; seus graus são diferentes."

 Osho 


(Manoel de Barros / 1916 - 2014)






"Desculpe a delicadeza. Meu olho tem aguamentos."




Descanse em paz meu Poetinha, vai carregar água na peneira em outros planos, brincar com as miudezas de outros mundos!





quarta-feira, 12 de novembro de 2014




"Se nos lembrássemos todos os dias que podemos perder alguém subitamente, nós amaríamos mais intensamente e livremente, e seriamos mais tolerantes e compreensivos. Ninguém pode afirmar que não há nada a perder porque tudo pode ser sempre perdido. "

Madre Teresa de Calcutá









Porque hoje é dia dele, dois anos de puro amor e alegrias. O motivo dos nossos sorrisos! Nosso bem maior. Tia Nananá te ama Enzo!

Feliz aniversário meu amorzinho, Tetei da tia!




terça-feira, 11 de novembro de 2014



"Estou aqui se precisar de mim.
Quero que você nunca se esqueça disso.

O pouco que ainda tenho, vou dar tudo pra você.
E tudo que eu tenho, é você."

Ique carvalho


Quatro meses de saudades!





" Gosto de pensar assim que quem já morreu fica num lugar quentinho, que a gente não vê, cuidando de quem ainda não morreu. E se você quiser agradar a essa pessoa, é só fazer coisas que ela gostava. Aí ela fica ainda mais quentinha e cuida ainda melhor da gente."



Caio Fernando Abreu





Apesar de hoje ser um dia triste porque faz 4 meses que perdemos meu tio querido (fazes muita falta tio!) não da pra deixar  passar em branco o dia da primeira Comunhão da minha sobrinha. Nós conseguimos Tia Nilza, eu e a Fabi estamos cuidando de tudo como prometemos pra você. A festa foi linda! Foi uma festa em tua homenagem, e a Camila estava linda e muito muito feliz! Sei que dai onde você está consegues ver tudo que se passa por aqui. Estamos cada dia mais unidas Tia, como você sempre quis. Obrigada por tudo que nos ensinaste, obrigada por esse amor que plantasse dentro de cada uma de nós e que cada dia fica mais forte. Saudades eternas Tia Nilza, Tio Narbal e Vó.


quarta-feira, 5 de novembro de 2014




"Ainda bem que Deus vê, que ele sabe que nada está sendo em vão, que as coisas não estão sendo fáceis, que meus erros não são propositais, que meus esforços merecem uma recompensa. Ainda bem que Deus sabe onde está o erro, ele sabe onde falta e onde sobra, onde há verdade e onde há mentira. Ainda bem que Deus me protege, que ele devolve todo mal arremessado, que me blinda de todo mal olhado, que me sobra fé pra continuar, vontade para tentar e sabedoria para perdoar."

Maíra Cintra






 “Um dia, sua vida passará em um instante diante de seus olhos. Garanta que vale a pena vê-la”.


Britanny Maynard que foi diagnosticada com um câncer terminal no cérebro em janeiro deste ano, ouviu dos médicos que teria poucos meses de vida e resolveu, aos 29 anos, colocar fim à própria vida de forma voluntária e legal. Britanny morreu no sábado, dia que havia escolhido, “como queria, em paz em seu quarto, em braços de seus entes queridos”.




"Talvez nos encontremos de novo, mas ali onde você me deixou não me achará novamente."

Bertolt Brecht



"A primeira vez que entendi do mundo
alguma coisa
foi quando na infância
cortei o rabo de uma lagartixa
e ele continuou mexendo.

De lá para cá
fui percebendo que as coisas permanecem
vivas e tortas
que o amor não acaba assim
que é difícil extirpar o mal pela raiz.

A segunda vez que entendi do mundo
alguma coisa
foi quando na adolescência me arrancaram
do lado esquerdo três certezas
e eu tive que seguir em frente.

De lá pra cá
aprendi a achar no escuro o rumo
e sou capaz de decifrar mensagens
seja nas nuvens
ou no grafite de qualquer muro."


Affonso Romano de Sant'Anna

terça-feira, 4 de novembro de 2014


"Um dia resolvi olhar para dentro de mim e percebi que alguns pedaços estavam partidos. Então, resolvi reconstruir meu caminho, repensar as coisas, refletir sobre o que andava acontecendo na minha vida. Entendi que tudo que a gente faz a gente recebe. De uma forma ou de outra. Por isso, é tão importante procurar pensar, sentir e fazer coisas boas. A escolha é sempre nossa."



Tati Bernardi