"Não julgue os outros só porque os pecados deles são diferentes dos seus."

"Depois de um tempo, você ainda vai lembrar dessa ferida que rasgou fundo o teu peito. Mas vai saber também, que foi apenas uma página do capítulo passado. E que o capítulo que você está agora. Ah, esse sim é o mais interessante."



sábado, 6 de abril de 2019




"Eu sei que é difícil no começo mas com o tempo você vai assimilar tudo isso, é preciso que você viva primeiro, que os anos passem, QUE OS ANOS PASSEM LENTAMENTE  é preciso que se forme um certo limo sobre o corpo, é preciso sangrar as mãos, o ventre, o sexo, os pés,  o plexo, a mente, e depois vem esse limo sobre a carne, delicado a princípio, apenas, uma matéria transparente, depois mais espessa... E  quando chegar nesse ponto fique quieta, não se exponha demasiado porque qualquer golpe, um esbarrão até,  pode fazer sangrar essa matéria. Depois, aos poucos, formar-se-á (olha a mesóclise) um invólucro quase duro, e aí você está pronta, aí  já se esqueceram completamente de você,  aí não te golpearão mais."

(Hilda Hilst)

sexta-feira, 10 de novembro de 2017

Novas coisas estão por vir!


"Sei de cor que não é fácil, mas sei também que é maravilhoso olhar para o caminho percorrido e perceber o quanto a gente já avançou, no nosso ritmo, do nosso jeito, um passo de cada vez."

Ana Jácomo

quarta-feira, 13 de setembro de 2017

Eu odeio amar você, odeio a saudade que eu sinto e odeio essa distância que não diminui em nada o que sinto.  Como se hoje fosse o mesmo dia que te olhei nos olhos naquela velha pousada e meu mundo parou. Ainda estou presa naquele dia e odeio isso.

sábado, 12 de agosto de 2017


"Este silêncio é assustador. Não porque talvez ele não seja necessário, mas porque mesmo sendo necessário, ele machuca. E ando muito ferida pra suportar um pouco mais de dor. Então eu queria que alguém me dissesse que vai ficar tudo bem, sabe? Porque esta incerteza toda tem me desnorteado demais. E uma ansiedade aguda toma conta de mim minuto a minuto. E ainda há a saudade. E mesmo que as previsões sejam positivas, tudo ainda me parece tão longínquo!E estou com pressa, e sede e fomes demais. Percebe como minhas palavras estão respirando com dificuldade? Então eu te peço pra não me deixar tão sozinha assim nesta fase. Mesmo que haja sol e as ondas vão e venham incansavelmente me lembrando do movimento da vida, a sua voz me faz tanta falta quanto uma brisa. Não que tenha me faltado companhia, mas em algum momento o abraço termina porque as pessoas têm as suas vidas. E, ainda, o barulho das cidades têm me incomodado tanto quanto este silêncio denso. Então eu fico sem saber para aonde ir. E fico tão sonolenta e encolhida no meu canto até que alguém venha me abraçar novamente. E, às vezes, esse socorro demora tanto por causa da minha necessidade sempre tão urgente de tudo, de paz. Por não querer sufocar ninguém, fico aqui, sufocada.
Só estou te dizendo estas coisas porque acho estranho você não ter a menor curiosidade em saber como tenho me sentido. Depois de tudo. Porque não existe um segundo sequer em que eu não pense e queira saber e deseje que você esteja bem. Só isso."


Marla de Queiroz

terça-feira, 8 de agosto de 2017

você vai perder pessoas importantes ao longo da sua vida e o melhor que se fazer a respeito é agradecer pelo caminho até então compartilhado. pessoas que até então julgávamos indispensáveis para o nosso bem-estar e que hoje já não mantemos contato: acontece. muitas e muitas vezes. é natural, quase que orgânico. cê vai repelir alguém da sua pele sem saber, assim como será expelido de maneira razoável e entenderá, ali, ali naquele ponto, que viver também é sobre seguir. às vezes sem se questionar ou criar teorias do porquê da perda, da partida. alguns laços vão se desfazer, conhecidos passarão a nem sequer notar sua mudança (de vizinhança, estado, país, emocional, social, profissional, etc etc etc), você desconhecerá o cheiro, o aroma, a vontade de estar junto. porque algumas coisas se perdem e não precisa haver explicação. você vai soltar a mão da sua melhor amiga no supermercado enquanto ela decidirá seguir sozinha por aquele trajeto que a você não faz sentido. você mudará de hábitos e consequentemente aquela pessoa, aquela mesma que te jurou amor eterno, escorrerá pela sua mão e você não conseguirá segurá-la. vocês se desencontrarão em teses, conceitos e maneiras de observar a vida. você vai perder alguém como se perde um dente. porque, por mais cruel e inumano que isso soe, é exatamente assim o destino da vida e seus fluxos: segue, como um rio, para não voltar nunca como antes. [se voltar, volta outro, diferente, com outras formas e experiencias]
às vezes não tem nada para se extrair do fim. às vezes, guardar a lembrança e todas as sensações que aquela relação te trouxe pode ser o que de mais honesto você pode entregar àquela circunstância.
você não tem controle sobre quem quer e vai sair da sua vida, você só pode agradecer, admirar ou respeitar a ordem natural do universo.

segunda-feira, 7 de agosto de 2017


"Não sei direito o que estou sentindo, mas sei que tem a ver com você. Começa no coração e vem subindo, chega na cabeça e fica por lá; resolve morar, tira férias e pendura a rede. E não tem nada, absolutamente nada, que faça eu parar de pensar em você. Não consigo dormir com a rede balançando assim, arruma outro lugar pra ficar, ou melhor, encontra um pra mim. Eu não quero o teu amor, desse eu já desisti, o que eu te peço é muito melhor — eu só quero dormir."


Bruno Fontes

domingo, 6 de agosto de 2017


Nunca faça promessas em duas hipóteses, primeira: se você tem facilidade em quebra-las e segunda: se você tem facilidade em cumpri-las.


quarta-feira, 2 de agosto de 2017







"A maior riqueza do homem é a sua incompletude. Nesse ponto sou abastado. Palavras que me aceitam como sou - eu não aceito. Não aguento ser apenas um sujeito que abre portas, que puxa válvulas, que olha o relógio, que compra pão às 6 horas da tarde, que vai lá fora, que aponta lápis, que vê a uva etc. etc. Perdoai. Mas eu preciso ser Outros. Eu penso renovar o homem usando borboletas."



Manoel de Barros 


terça-feira, 1 de agosto de 2017


"Para atravessar agosto é preciso antes de mais nada paciência e fé. Paciência para cruzar os dias sem se deixar esmagar por eles, mesmo que nada aconteça de mau; fé para estar seguro, o tempo todo, que chegará setembro — e também certa não-fé, para não ligar a mínima às negras lendas deste mês de cachorro louco. É preciso quem sabe ficar-se distraído, inconsciente de que é agosto, e só lembrar disso no momento de, por exemplo, assinar um cheque e precisar da data. Então dizer mentalmente ah!, escrever tanto de tanto de mil novecentos e tanto e ir em frente. Este é um ponto importante: ir, sobretudo, em frente.
Para atravessar agosto também é necessário reaprender a dormir. Dormir muito, com gosto, sem comprimidos, de preferência também sem sonhos. São incontroláveis os sonhos de agosto: se bons deixam a vontade impossível de morar neles; se maus, fica a suspeita de sinistros augúrios, premonições. Armazenar víveres, como às vésperas de um furacão anunciado, mas víveres espirituais, intelectuais, e sem muito critério de qualidade. Muitos vídeos, de chanchadas da Atlântida a Bergman; muitos CDs, de Mozart a Sula Miranda; muitos livros, de Nietzsche a Sidney Sheldon. Controle remoto na mão e dezenas de canais a cabo ajudam bem: qualquer problema, real ou não, dê um zap na telinha e filosoficamente considere, vagamente onipotente que isso também passará. Zaps mentais, emocionais, psicológicos, não só eletrônicos, são fundamentais para atravessar agostos.
[...]
Para atravessar agosto ter um amor seria importante, mas se você não conseguiu, se a vida não deu, ou ele partiu — sem o menor pudor, invente um. Pode ser Natália Lage, Antônio Banderas, Sharon Stone, Robocop, o carteiro, a caixa do banco, o seu dentista. Remoto ou acessível, que você possa pensar nesse amor nas noites de agosto, viajar por ilhas do Pacífico Sul, Grécia, Cancún, ou Miami, ao gosto do freguês. Que se possa sonhar, isso é que conta, com mãos dadas, suspiros, juras, projetos, abraços no convés à luz da lua cheia, brilhos na costa ao longe. E beijos, muitos. Bem molhados.
Não lembrar dos que se foram, não desejar o que não se tem e talvez nem se terá, não discutir, nem vingar-se ou lamuriar-se, e temperar tudo isso com chás, de preferência ingleses, cristais de gengibre, gotas de codeína, se a barra pesar, vinhos, conhaques — tudo isso ajuda a atravessar agosto. Controlar o excesso de informação para que as desgraças sociais ou pessoais não deem a impressão de serem maiores do que são. Esquecer o Zaire, a ex-Iugoslávia, passar por cima das páginas policiais. Aprender decoração, jardinagem, ikebana, a arte das bandejas de asas de borboletas — coisas assim são eficientíssimas, pouco me importa ser acusado de alienação. E isso mesmo; evasão, escapismo assumidos, explícitos.
Mas para atravessar agosto, pensei agora, é preciso principalmente não se deter demais no tema., Mudar de assunto digitar rápido o ponto final, sinto muito perdoe o mau jeito, assim, veja, bruto e seco.


O Estado de S. Paulo, 6/8/99


segunda-feira, 31 de julho de 2017


"Costumava pensar que eu era a pessoa mais estranha do mundo, mas então pensei que há muitas pessoas no mundo. Deve haver alguém que se sente estranho da mesma forma que eu. Então imagino como ela deve estar lá fora, pensando como eu. Espero que, se você estiver lá fora e ler isso, saiba que sim, estou aqui. Sou tão estranha quanto você."

Frida Kahlo


quarta-feira, 26 de julho de 2017



"Eu quero sol nesse jardim
Quero justiça e paz
Quero andar nas ruas, sem temer
Eu quero brilho do luar
Eu quero viajar
Pelo azul dos céus"



terça-feira, 25 de julho de 2017


"E pensar que eu já fiz o caminho mais longo só pra passar perto de você. Agora, tenho andado muito menos, passando pelos caminhos pequenos, mas que florescem, mesmo fora de estação. Conselho ruim esse que me deram para sempre ouvir o coração, ignorando que não tem coisa mais boba e que o amor é o contrário da razão. Passei a escutar o coração dos outros, os que convidam para entrar e ficar, desculpe a sinceridade, mas o meu não dá, vocês não sabem o tanto que ele me fez andar, sem convite, sem resposta, simplesmente por ser teimoso de doer, ignorando as pernas cansadas, querendo um amor que ele nunca vai ter."


Bruno Fontes

domingo, 23 de julho de 2017

"Primeiro fique sozinho.
Primeiro comece a se divertir sozinho.
Primeiro amar a si mesmo.
Primeiro ser tão autenticamente feliz, que se ninguém vem, não
importa; você está cheio, transbordando.
Se ninguém bate à sua porta, está tudo bem – Você não está em falta.
Você não está esperando por alguém para vir e bater à porta.
Você está em casa.
Se alguém vier, bom, belo.
Se ninguém vier, também é bom e belo
Em seguida, você pode passar para um relacionamento.
Agora você se move como um mestre, não como um mendigo.
Agora você se move como um imperador, não como um mendigo.
E a pessoa que viveu em sua solidão será sempre atraído para outra
pessoa que também está vivendo sua solidão lindamente, porque o
mesmo atrai o mesmo.
Quando dois mestres se encontram – mestres do seu ser, de sua solidão
– felicidade não é apenas acrescentada: é multiplicada.
Torna-se um tremendo fenômeno de celebração.
E eles não exploram um ao outro, eles compartilham.
Eles não utilizam o outro.
Em vez disso, pelo contrário, ambos tornam-se UM e desfrutam da
existência que os rodeia."

Osho

sexta-feira, 21 de julho de 2017






"Um brinde àqueles que aprenderam o tempo certo de se despedir; que com gratidão ou dignidade e sem nenhuma dose de veneno aprenderam a sair de cena, aproveitando a hora certa para evitar sufocamentos."


Guilherme Antunes




quinta-feira, 20 de julho de 2017

Feliz Dia do Amigo!


"Amizade é matéria de salvação."

Clarice Lispector

quarta-feira, 19 de julho de 2017


"Mas amor é coisa muito diversa...
Amor não clama nem reclama: amor dá."


Artur da Távola



Saudades do meu Urso

segunda-feira, 17 de julho de 2017



"Deita tua voz em meus ouvidos ferindo a castidade que me faz dormir tão cedo. Preciso das pontas dos teus dedos para que a insônia crave em mim as suas unhas e eu te guarde, enluarado, entre os meus segredos. Desenrola teu desejo sobre a minha pele nua para que a minha boca beba na tua, esse hálito de flor. E te espero nua, pra sempre tua..."


domingo, 16 de julho de 2017


"Nave
Ave
Moinho
E tudo mais serei
Para que seja leve
Meu passo
Em vosso caminho.
[...]
Senhor, se a mim me acrescento
Flores e renda, cetins,
Se solto o cabelo ao vento
É bem por vós, não por mim.
Tenho dois olhos contentes
E a boca fresca e rosada.
E a vaidade só consente
Vaidades, se desejada.
E além de vós
Não desejo nada."

 Hilda Hilst 

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Lá vou eu de novo fazer o que mais gosto, viajar!




"Quem parte de um lugar tão pequeno, mesmo que volte, nunca mais retorna."


Mia Couto






"Ando feliz, feliz clichê."


Caio Fernando Abreu 


terça-feira, 4 de julho de 2017

Presente de Deus! Confirmação de que agora tudo vai dar certo.



"Primeiro a chuva, depois o arco-íris. Se acostume, a ordem é essa."


Caio Fernando Abreu